Meu Perfil
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Rapaz tenta fazer programa de graça com travesti e caso vai parar na delegacia
Ontem à(s) 5:36 pm por Rubinho Flash

» Yume Farias (Fotos)
Qui Dez 14, 2017 12:58 am por dimebag

» DSTs mesmo com uso de camisinha
Qua Dez 13, 2017 2:25 pm por Isaque

» Sexo oral sem camisinha
Qua Dez 13, 2017 12:19 pm por Isaque

» Recordar é viver! (Trans das Antigas)
Seg Dez 11, 2017 9:34 pm por bonequeiro

Parceria
Acompanhantes Brasilia Travestis

MegaTopsBrasil

Travestis RJ - Rio de Janeiro

HDVideosTravestis

TravestiComLocal

The Models

A Mais Bela Travesti

GPGBH

Votação

Conheci o TRANSGRESSÃO através de:

34% 34% [ 86 ]
42% 42% [ 106 ]
9% 9% [ 23 ]
10% 10% [ 26 ]
4% 4% [ 10 ]

Total dos votos : 251


Vídeo mostra travesti e irmã sendo espancadas no Rio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Vídeo mostra travesti e irmã sendo espancadas no Rio

Mensagem  Bruno70df em Qua Set 14, 2016 11:27 am

Vídeo mostra travesti e irmã sendo espancadas no Rio
Homens deram chutes e usaram pedaço de pau para agredir vítimas.
Eles foram identificados e presos; confusão começou dentro de van.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

A polícia prendeu nesta quarta-feira (14) três homens suspeitos de espancar uma travesti no domingo em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Imagens feitas por um cinegrafista amador mostram a agressão. Os homens chutam a travesti e a irmã dela tenta defendê-la, mas também é agredida. Os agressores bateram na vítima até ela ficar desacordada.

Segundo o delegado Daniel Mayr, da 36ª DP (Santa Cruz), os suspeitos foram identificados como Cleiton da Silva, Rodrigo Luiz Silva Soares e Jorge Batista Ignacio e presos pelo crime de tentativa de homicídio.

Os três autores foram identificados na tarde de terça-feira (13) e, com base nas provas colhidas, o delegado responsável pelo caso pediu, e a Justiça determinou a prisão temporária deles. Ainda segundo a Polícia Civil, eles prestaram depoimento e se reconheceram nas imagens do vídeo como sendo os agressores da travesti.

Segundo a polícia, um inquérito policial foi instaurado e diligências foram feitas para apurar o crime. Também foram analisadas as imagens do espancamento e localizadas as vítimas, que prestaram depoimento com detalhes do crime.

Confusão em van
De acordo com o delegado, dentro de uma van de transporte alternativo, Rodrigo teria feito ofensas de cunho homofóbico contra a vítima, iniciando uma discussão entre eles que evoluiu para agressões físicas.
A travesti disse à polícia que, para se defender, se apossou de uma faca que seria de Rodrigo e o esfaqueou.

Pouco depois, Jorge e Cleiton se juntaram a Rodrigo na briga e passaram a agredir covardemente a travesti e a irmã dela.

O vídeo com a agressão continua sendo compartilhado na internet, com centenas de visualizações nas redes sociais. A imagem já teve mais de 4 milhões de visualizações, 22 mil comentários, 18 mil curtidas e 45,5 mil compartilhamentos.

Links:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Bruno70df
T-lover Graduado
T-lover Graduado

Mensagens : 140
Data de inscrição : 17/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo mostra travesti e irmã sendo espancadas no Rio

Mensagem  Convidado em Qua Set 14, 2016 3:10 pm

Juro que se eu visse algo do gênero na minha frente eu já ia na voadora. PQP como podem ser tão covardes!!?? Ela no chão sem reagir e os FDP chutando a cabeça e batendo com pedaços de pau!! Ainda bem que dessa vez a Polícia agiu e prendeu esses excrotos!! Nossa, só de ver isso já me dá um embrulho no estômago, não suporto covardia. Queria ver um fdp desses tentar bater em um cara do tamanho deles, queria muito!! evil evil evil evil evil

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

'Vi que estavam querendo me matar', diz travesti agredida no Rio

Mensagem  Bruno70df em Qui Set 15, 2016 4:06 pm

Taísa deu entrevista ao Bom Dia Rio e se disse impressionada com vídeo.
Irmã se revolta com a passividade das pessoas que viram espancamento.


A travesti agredida em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio afirmou, em entrevista ao Bom Dia Rio, que acredita que seus agressores tentaram matá-la. Já sua irmã, que presenciou a cena, reprovou a passividade dos espectadores da cena. "Ela estava com o rosto sangrando no chão e ninguém se levantou para ajudar", disse.

A violência ocorreu no último domingo (11), depois que a travesti Taísa e sua irmã entraram numa van. Segundo elas, um dos agressores começou a insultar Taísa com ofensas homofóbicas. "Há seis anos sou travesti e nunca sofri preconceito. Foi a primeira vez. Acho que os caras já estavam ali mesmo para fazer maldade com alguém. Onde o cara vai levar uma faca? Era alguma coisa que ele queria, ou assaltar ou matar mesmo", afirmou Taísa.

A discussão evoluiu para agressões físicas, que foram filmadas e causaram revolta na internet. A travesti contou que ficou impressionada com o vídeo. "O que eu vi naquele vídeo era que eles estavam querendo me matar", disse Taísa, que continuou apanhando quando já estava desacordada no chão. A irmã dela também foi agredida. Segundo a polícia, antes disso, a travesti tinha conseguido tomar a faca de um dos agressores e esfaqueá-lo.
A polícia diz que a motivação do crime foi homofóbica. Os três suspeitos foram identificados na terça-feira (13) e presos nesta quarta (14). Segundo investigadores, o homem sem camisa que aparece no vídeo é Rodrigo Luiz Silva Soares. Os outros dois são Jorge Batista Ignácio (de camisa branca) e Cleiton da Silva (que aparece no final do vídeo segurando uma camisa na mão).

Arrependimento
O delegado Daniel Mayr, da 36ªDP (Santa Cruz), afirmou que os suspeitos da agressão se disseram arrependidos em depoimento, após serem presos temporariamente. Eles também alegaram "legítima defesa", o que foi contestado pelo delegado.
"Eles demonstraram arrependimento e consciência do risco que colocaram a vítima. No [caso do] Rodrigo você via isso, mas ele preferiu seguir aquela linha de não se comprometer. As agressões ele reconheceu, disse que era ele e que perdeu a cabeça e ficou nervoso. Todos eles, principalmente os outros dois, perceberam que colocaram a vida da pessoa em risco pela característica inúmera de golpes e pela circunstância que a vítima estava", disse o delegado.

Mayr afirmou ainda que os homens confirmaram que bateram na travesti quando ela estava desmaiada.
"O que não há é legítima defesa em relação aos autores, porque tem uma pessoa sendo agredida, uma pessoa por três, já cabe uma desproporcionalidade de legítima defesa, e aquela pessoa estava caída e desmaiada. Inclusive, foi perguntado pra eles, e eles tiveram que responder que a pessoa já estava desmaiada. Eles chutavam enquanto a pessoa já estava desmaiada."
Segundo os depoimentos, Rodrigo estava agredindo Taísa fora da van, enquanto os dois amigos dele continuavam no veículo. Depois, Jorge Ignácio e Cleiton descem e se juntaram ao primeiro agressor.

"Eu perguntei: 'Você saiu pra agredir a pessoa por quê? Qual foi o motivo se você diz que estava dormindo?'. [Os agressores respondem:] 'Ah, porque eu fui ajudar o meu amigo'. Aí eu insisto mas perguntas: 'Qual tipo de ajuda o seu amigo estava precisando diante de uma vítima que já estava caída?', aí ele não sabe responder. 'Qual a necessidade de agredir uma pessoa que já está desmaiada com golpes na canela?'. Eles também não souberam responder", disse o delegado.
Mayr afirmou que, para a polícia, os agressores "não tinham controle nenhum sobre a consequência do que poderia advir daqueles golpes". Segundo ele, os suspeitos vão responder pelo crime de tentativa de homicídio.
Um inquérito foi instaurado e diligências foram feitas para apurar o crime. Também foram analisadas as imagens do espancamento e localizadas as vítimas, que contaram em depoimento os detalhes do crime.

Vítimas
A travesti e a irmã foram levadas ao Hospital Municipal Pedro II após as agressões, assim como Rodrigo, que sofreu um golpe de faca na barriga. A vítima alega que tomou a faca de um dos agressores. Todos estão fora de perigo, segundo a polícia.

A travesti afirmou em depoimento que foi alvo de agressões verbais ao entrar na van e por isso teria golpeado Rodrigo. Ainda segundo o delegado, a irmã da vítima também confirmou a versão, mas Rodrigo negou que tivesse feito algum xingamento dentro da van. Os outros dois amigos de Rodrigo estavam dormindo dentro da van e só foram acordados na hora em que ele já estava fora da van e tinha sido golpeado com a faca pela travesti.
"A vítima diz que estava sendo agredida dentro da van e admite que praticou alguns golpes contra ele pra se defender", afirmou Daniel Mayr.

A irmã de Taísa contou que ficou triste com a falta de reação das pessoas que viam a cena. “No momento que eu estava tentando ajudar ela tinha muita gente ali e eu pensava que alguém ia vir para ajudar, mas ninguém veio. Eu fiquei muito triste. Tinha gente sentada, olhando. Ela estava com o rosto sangrando no chão e ninguém se levantou para ajudar, pelo menos para segurar. Não era para bater, era para segurar a situação, porque o ponto que estava chegando ali era para ela ir à morte. Não era para ela estar aqui”, disse.

Link da matéria completa: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Bruno70df
T-lover Graduado
T-lover Graduado

Mensagens : 140
Data de inscrição : 17/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vídeo mostra travesti e irmã sendo espancadas no Rio

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum