Meu Perfil
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
Parceria
Acompanhantes Brasilia Travestis

MegaTopsBrasil

Travestis RJ - Rio de Janeiro

HDVideosTravestis

TravestiComLocal

The Models

A Mais Bela Travesti

GPGBH

Hotel Jade Transex

Votação

Conheci o TRANSGRESSÃO através de:

34% 34% [ 95 ]
43% 43% [ 121 ]
10% 10% [ 28 ]
9% 9% [ 26 ]
4% 4% [ 10 ]

Total dos votos : 280


Transexual processa boate após ter que pagar por ingresso masculino

Ir em baixo

Transexual processa boate após ter que pagar por ingresso masculino

Mensagem  Bruno70df em Qui Nov 26, 2015 9:42 am

Transexual processa boate após ter que pagar por ingresso masculino

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Processo civil reivindica danos morais à jovem por vergonha e humilhação.
Branca Brunelli tem laudo que atesta transtorno de identidade de gênero.


Uma jovem transexual de Campinas (SP) entrou com um processo civil contra a casa noturna Banana República após se sentir constrangida na entrada da boate. Mesmo com a apresentação de um laudo psicológico que aponta sua identidade feminina, Branca Bacci Brunelli diz ter sido obrigada a comprar o ingresso masculino para entrar. O processo exige uma indenização de R$ 15.575 por danos morais à dignidade humana da jovem.

"Ela [atendente] começou a falar com a outra caixa me tratando no masculino. Eu peguei meu laudo, que diz que eu tenho um transtorno de identidade de gênero e explica que eu devo ser tratada como uma mulher. (...) Mostrei, foi ignorado e acabei aceitando pagar como homem. Mas é muito conveniente pra eles né, já que homem paga quase o dobro", conta Branca.

Segundo o presidente da Comissão da Diversidade Sexual e Combate à Homofobia da OAB Campinas, Tacílio Alves da Silva, Branca não precisaria nem ter apresentado o laudo para ser tratada com o gênero com o qual se identifica.

"Sem dúvida nenhuma foi uma violação (...) O laudo é algo a mais e geralmente é exigido em ações judiciais na troca de nome. Em uma situação de consumo isso só representa a discriminação feita pela boate", afirma.
A direção da boate informou, independentemente do processo, que vai adotar mudanças na cobrança dos ingressos para que transexuais paguem segundo o gênero. "A gente vai ter que readequar, para não ter esse tipo de constrangimento. Mediante a situação de laudo, vou providenciar o ingresso [segundo o gênero]", afirma o diretor artístico da boate Banana República, Emerson Correa.

Link: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Bruno70df
T-lover Graduado
T-lover Graduado

Mensagens : 140
Data de inscrição : 17/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum